Dr. Zap: 10 dicas para cuidar da saúde no inverno

Sabe aquelas coisas que as pessoas ou amam ou odeiam, sem meio termo? Dá pra colocar muitas coisas nessa lista, entre elas, o inverno. Os admiradores da estação mais fria do ano sustentam que é muito mais agradável do que sentir calor, que é melhor para a saúde dos cabelos e da pele, e que no inverno as pessoas se vestem de forma mais elegante. Já quem não é fã dessa época do ano prefere os dias em que é possível sair nas ruas com roupas leves e aproveitar melhor os dias mais longos.

Mas seja você quem for, é fato que em boa parte do Brasil o inverno pode ser bem rigoroso para os nossos padrões de país tropical. E junto dele surge uma necessidade de prestar mais atenção a nossa saúde.

Problemas que se tornam mais comuns no inverno

É inegável que no inverno ficamos mais suscetíveis a certos problemas de saúde. Eles podem ser dos mais variados, mas boa parte deles está associada à imunidade, que fica comprometida quando nos expomos constantemente a temperaturas muito baixas.

Algumas doenças virais, como gripes e resfriados, são presença garantida para muita gente nessa época do ano. Outras, como otites e infecções no sistema respiratório, são um pouco mais raras, mas ainda assim precisam de uma atenção especial.

Pensando em tudo isso, o Dr. Zap resolveu fazer esse post, falando um pouco mais sobre os 10 principais cuidados para se ter com a sua saúde no inverno!

1 – Reforçar a imunidade:

Veja se isso lhe soa familiar: Você acorda quentinho na sua cama, mas logo precisa se livrar dos cobertores para levantar, aí já acontece o primeiro choque térmico do dia. Depois você caminha até a janela e a abre para deixar o ar fresco entrar, pronto, mais um choque térmico, já são dois em um único dia e você nem saiu de casa.

Essas mudanças bruscas na temperatura são as maiores inimigas de um sistema imunológico forte. Algumas dessas situações são evitáveis, outras não. Então é fundamental que todo mundo crie certos hábitos para preservar a imunidade.

A dica mais importante é manter uma alimentação equilibrada. Alguns nutrientes são especialmente importantes, entre eles:

  • Vitamina C: Presente na laranja, tangerina, tomate, morango, brócolis e limão
  • Vitamina A: Encontrado na cenoura, batata doce, ovos, espinafre e acelga
  • Zinco: Frango, peixe, carne bovina e grãos integrais como castanhas e amendoins
  • Ômega-3: Nozes, linhaça, salmão e sardinha

Outros dois grandes inimigos da imunidade são o estresse e o cigarro.

Parar de fumar é sempre uma ótima recomendação em qualquer circunstância, nesse caso não é diferente.

Quanto ao estresse, sabemos que às vezes ele simplesmente faz parte do dia a dia. Mas é sempre uma boa ideia manter uma certa distância de situações que possam te deixar irritado. Para compensar, é importante dormir bem e buscar se manter descansado. Mas atenção, isso não é o mesmo que se tornar sedentário!

2 – Não abandone os bons hábitos de outras estações

Até as pessoas mais ativas podem ficar um tanto desanimadas quando se levantam da cama e sentem as temperaturas baixas. Essa “preguicinha de inverno” é muito comum e totalmente compreensível. Afinal, para se proteger do frio o nosso corpo precisa reter calorias, e para que isso aconteça o ideal é não gastar energias.

Mas é importante driblar a preguiça e manter os hábitos saudáveis conquistados durante as outras épocas do ano. Uma corrida ou caminhada pela manhã ou praticar seu esporte favorito são hábitos muito importantes não apenas para se manter livre das doenças do inverno, mas para garantir que o corpo e a mente estejam em dia!

3 – Hidratação, hidratação e hidratação

Repetimos essa palavra 3 vezes por que ela é muito importante!

Claro que estar bem hidratado é fundamental durante o ano todo, mas é comum que no inverno as pessoas simplesmente “esqueçam” deste hábito tão saudável.

É compreensível. No calor do verão sentimos mais sede e, naturalmente, nos hidratamos mais. No inverno as pessoas frequentemente se deixam distrair pelas atividades do dia a dia que acabam não prestando a atenção devida a hidratação.

Se esse for o seu caso, saiba que há maneiras de resolver este problema. Você pode colocar os alarmes do seu celular para horários específicos do dia para se lembrar de beber água. Também existem aplicativos desenvolvidos especificamente para isso, como o Aqualert, disponível para Android e iOS.

4 – Reforce os cuidados com a pele

A nossa pele é o maior órgão do corpo humano, é também um dos que estão mais expostos ao frio, sobretudo a pele do rosto. 

Hidratantes faciais são de grande ajuda para manter a saúde nessa parte do corpo. Isso vale não só para quem tem pele seca, mas também para aqueles que têm uma pele mais oleosa. Mas atenção, o produto ideal varia de pessoa para pessoa de acordo com as suas características. Vale a pena consultar um dermatologista antes de sair usando qualquer produto.

Outro problema comum relacionado à pele nessa época do ano são os banhos com água quente. Claro que nesse frio ninguém vai tomar banho gelado (até porque estamos tentando evitar os choques térmicos, lembra deles?), mas a água excessivamente quente pode trazer danos à camada protetora da pele, além de facilitar o surgimento das indesejadas caspas. O mais recomendado é tomar banho com água morna. 

Se for necessário, procure tomar banho em algum momento do dia em que as temperaturas não estejam tão baixas.

5 – Mantenha o ar circulando

A gente sabe que manter tudo fechado para preservar o calor é uma tentação grande. Mas dessa forma você também estará mantendo diversos vírus diferentes circulando pelo ambiente.

Uma alta circulação de algum vírus, somada a um sistema imunológico já debilitado tem tudo para ser uma combinação catastrófica, não apenas para gripes e resfriados, mas principalmente para a Covid-19.

Sendo assim, é importante manter o ar circulando naturalmente (ou seja, sem a ajuda de aparelhos eletrônicos como aquecedores, por exemplo), dessa forma você dispersa os vírus que ficam suspensos no ar e diminui a chance de infecções.

6 – Atenção para as roupas de inverno e cobertores

Esse é outro detalhe que frequentemente passa batido. Aqueles casacos pesados e edredons que normalmente usamos só por algumas semanas costumam ficar meses em um armário fechado, e isso pode ser péssimo para o sistema respiratório, já que estas peças acabam acumulando mofo e ácaros.

O ideal para evitar estes problemas é tomar conta dessas peças ao longo do ano, ao invés de apenas se lembrar delas quando já estiver frio, especialmente considerando que, por serem peças grandes, fazer a limpeza delas pode dar um trabalhão.

A recomendação é lavar essas peças algumas semanas antes do inverno chegar, bem como aproveitar os meses mais ensolarados para tirar as roupas de inverno e os cobertores do armário e evitar um acúmulo muito grande de mofo e dos ácaros. 

7 – Atenção ao tempo seco

Ao contrário do que acontece nos países do hemisfério norte, onde o inverno costuma ser bastante chuvoso, na América Latina é exatamente o contrário. Por aqui é o tempo seco que nos faz sofrer.

Alergias, asma, bronquite, garganta irritada e resfriados. Estes são só alguns dos efeitos do tempo seco no nosso organismo. Mas por sorte, driblar estes problemas também é relativamente simples.

Entre as principais recomendações podemos destacar: espalhar baldes ou panos molhados pelos ambientes, utilizar umidificadores de ar e, na medida do possível, não ter em casa objetos que acumulem poeira, como tapetes felpudos e bichinhos de pelúcia.

8 – Cuidados com as extremidades do seu corpo

Para muita gente manter as extremidades do corpo aquecidas, principalmente pés e mãos, pode ser um desafio enorme.

Há uma explicação científica por trás desse fenômeno. Quando as temperaturas estão mais baixas, o corpo humano, como parte de um instinto de sobrevivência, direciona o calor para os órgãos vitais. Isto é, coração, sistema nervoso e sistema respiratório. Para a maioria das pessoas, se agasalhar melhor e usar luvas e meias térmicas já é o suficiente para resolver este problema.

Há também aqueles que sofrem de hiperidrose, ou seja, suor excessivo nas mãos e nos pés. Este pode ser um grande problema durante o inverno, uma vez que líquidos se acumulam na superfície da pele e esfriam quando entram em contato com o ar gelado. Neste caso existem diferentes tratamentos que podem ser recomendados, aconselhamos buscar por orientação médica.

Também é imprescindível se consultar com um médico com urgência em casos de perda de sensibilidade ao toque ou aparecimento de manchas na pele.

9 – Dê uma atenção especial para a vacinação

Temos a sorte de viver em um país com um dos melhores sistemas de vacinação do mundo! Qualquer brasileiro tem direito a todas as vacinas necessárias gratuitamente. Elas estão disponíveis até nos locais mais remotos, são seguras e protegem contra dezenas de doenças, isso se aplica a todas as vacinas, independentemente da marca ou do país onde elas foram fabricadas. Não existe motivo para não colocar a vacinação em dia!

E não existe época mais propícia para atualizar a caderneta de vacinação do que no inverno. É mais ou menos por essa época que acontecem as principais campanhas. Então já sabe, confira se as suas vacinas estão em dia! E se não estiverem basta entrar em contato com a unidade de saúde mais próxima ou com a secretaria de saúde do seu município.

10 – Exercite a preocupação com o outro

Saúde é, acima de tudo, um bem coletivo. Essa talvez seja a maior lição deixada pela Pandemia de Covid-19. Ninguém estará 100% seguro enquanto todos não estiverem se cuidando. Se estiver com sintomas de qualquer doença potencialmente contagiosa, fique em casa. Se precisar sair, use máscara e mantenha o distanciamento social.

Cuidar da saúde do coletivo é uma das formas mais eficazes de cuidar da saúde individual.

Mas e se mesmo assim eu ficar doente?

Não se preocupe, a gente já pensou nisso.

O Dr. Zap oferece um dos serviços de telemedicina mais completos do mercado, com médicos de plantão 24 horas por dia, 7 dias por semana. Não precisa nem agendar uma consulta, você é atendido na hora!

Claro, a gente espera que não seja nada sério. Mas se você precisar fazer algum tratamento com medicamentos você pode usar o seu desconto farmácia que te dá no mínimo 50% de desconto na compra de medicamentos genéricos!

Além disso, assinando agora o Dr. Zap agora você ainda garante um mês grátis! Assine agora mesmo!

Curtiu este artigo? Então fica sempre de olho aqui no nosso blog, temos sempre as melhores dicas para você!

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *